Greta Thunberg: «Saia para a rua. Torne-se activista.»

Eleita a Personalidade do Ano pela revista «Time», em 2019, e indicada para o Prémio Nobel da Paz, a jovem activista sueca Greta Thunberg tornou-se um dos principais nomes da luta contra as mudanças climáticas.

Refira-se que o movimento «Fridays for Future» (Sextas-feiras pelo Futuro) começou com a greve escolar que Greta Thunberg decidiu fazer de forma solitária, acção que mobilizaria imediatamente milhões de estudantes em dezenas de países.

Nascida a 3 de Janeiro de 2003, em Estocolmo, esta rapariga de pequena estatura é igualmente conhecida por ter protestado no exterior do parlamento sueco, além de liderar o movimento «Greve nas escolas pelo clima». Considerando a sua convicta defesa da causa ambientalista, assumidamente a bem de todos nós, a jovem activista continua a ser reconhecida (a exemplo da atribuição do Prémio Right Livelihood, tido como o «Prémio da Sustentabilidade» ou o Prémio Nobel Alternativo, entre outras distinções), mas também muito atacada por bastante gente que não pensa como ela…

A entrevista que temos a oportunidade de vos dar a conhecer foi concedida por Greta Thunberg ao colunista do UOL, Leonardo Sakamoto, num momento em que o Brasil também é internacionalmente noticiado por causa do impacto que o desmatamento e as inúmeras queimadas têm no clima do planeta.

Deixe um comentário