Superhomo yogi pacificus

Om Shanti Shanti Shantihi

Não basta “cantar” os mantras. Há também que agir!!! Com Não-violência Ecológica, Compaixão Total, Paz Integral – Ahimsâ… ahimsâ não implica pacifismo amorfo. O mundo não está livre de ignorância, medo ou raiva; ou mesmo da (aparente) “natureza” animal. Até que “o leão e a vaca compartilhem o alimento pacificamente, e o filho do leão mamar nas tetas da vaca” –paz utópica(?) – algum tempo decorrerá…

Durante a guerra, se não for de todo possível evitá-la, o diálogo sincero, de “Coração Aberto”, em busca da paz deve ser procurado e mantido até que esta ocorra. Causar o menor dano possível…
Evitar o comércio de todos os produtos que contribuem para ou são resultado de violência.
Temos que encorajar formas pacíficas de resolução de conflitos. 

Só a Paz conduz à Paz, e só a própria Paz possibilita a Paz!!! 
A prática do Yoga ajuda nessa Procura interior e exterior…
Yogaçcittavrttinirodhah. Fazendo respeitosamente uso deste Sutra de Patanjali, para o Tema da Paz, numa tradução livre, “o Yoga é o acalmar das guerras internas”
Há que praticar Jejum de actos, intenções, palavras e pensamentos de violência!!!

Om Shanti Shanti Shantihi

Paz no “Corpo”/“Espírito”/“Coração”!!!
É Um… No Dois… Que origina o Três…Que contém em Si Todas as Coisas… 
“Não causar dano” aos Outros e a Si mesmo, a TODOS os Seres Sencientes, visíveis e não-visíveis… 
Temos que proteger os animais, as plantas e as pedras de aniquilamento desnecessário!!!
Há que parar com a destruição aleatória da Natureza, o maltratar da Mãe Terra e de todo o Cosmos e Mais-Além…

Om Shanti Shanti Shantihi

Possa eu um dia fazer o mesmo!!! 

*LT<3  Luís Trindade

 

Deixe um comentário